Websites de  Julian de Norwich, A Revelação de Amor e Seus Contextos e Escritório  © Julia Bolton Holloway, 1997/2017


UMA MONJA INGLESA NO EXÍLIO

'ANTOLOGIA, 1724', I

DA BIBLIOTECA MAZARINE, MS 1202
 

Dona Bridget More, Prioresa, Nossa Senhora da Boa Esperança, Paris
Amavelmente cedido pela Abadia de Colwich

Passado um século sobre a chegada de Padre Augustine Baker, em Julho de 1624, a Cambrai, para ser o director espiritual das Benedictinas Inglesas, foi escrito um manuscrito, em julho de 1724, na casa-filha de Paris, por uma monja Beneditina inglesa, anónima, referindo-se a ele como 'padre anónimo'. Dona Gertrude More foi a Madre Fundadora em 1623, de Nossa Senhora da Consolação, falecendo em 1633 e Dona Catherine Gascoigne, foi a sua Abadessa de 1629-1676. A casa-filha foi fundada em 1651 - sendo Prioresa Dona Clementia Cary e fundadora, Dona Bridget More -, e trouxe para Paris, de Cambrai, um conjunto de duplicados dos originais da biblioteca de escritos contemplativos, incluindo Revelação de Amor de Julian de Norwich na continuidade da tradição vinda de Dom Augustine Baker, 1624-1633. A fundação em Cambrai de Nossa Senhora da Consolação viria a ser Stanbrook Abbey, em Worcestershire, e a fundação de Paris de Nossa Senhora da Boa Esperança, Colwich Abbey, em Staffordshire, ambas as comunidades tendo regressado a Inglaterra que haviam deixado para o exílio durante séculos, a seguir à Revolução Francesa.

As Beneditinas Inglesas de Paris, bem como as Beneditinas Inglesas de Cambrai, foram presas durante a Revolução mas depois de finalmente libertas, conseguiram negociar o regresso da maioria dos seus manuscritos e livros a Inglaterra, onde agora se encontram na Abadia de Colwich. Contudo, este manuscrito, escrito por uma dessas monjas, provavelmente encontrado na sua cela, aquando da sua morte, como era usual acontecer com estas antologias contemplativas, acabou por ir parar à Biblioteca Mazarine em Paris.
 

Este manuscrito especial, datado de 23 de Julho de 1724 pela sua escritora, uma monja anónima no exílio, é sarcasticamente tratado no Catálogo da Biblioteca Mazarine de Paris, como sendo da autoria de um monge supersticioso. O manuscrito, na verdade, contém na primeira página uma gravura de um monge Beneditino, ajoelhado em oração, com raios de luz descendo sobre ele. O catalogador não deu conta de que a antologia de escritos contemplativos, fora escrita por uma mulher cuja humildade nos esconde a sua identidade, quase mesmo o seu sexo. Esta 'Antologia' inclui escritos do Padre Augustine Baker, do Amigo de Deus John Tauler, Conversio Morum, de Angela de Foligno, as Cartas de Direcção Espiritual, de Fénelon, Bispo de Cambrai, de Dona Gertrude More, com excertos da sua defesa do Padre Augustine Baker apresentadas ao Capítulo Geral da Congregação Beneditina Inglesa em 1633, e de Dona Catherine Gascoigne, mais uma vez o texto da sua defesa dos ensinamentos do Padre Augustine Baker sobre a oração, apresentadas no Capítulo de 1633, quando todos os manuscritos foram retirados de circulação. O manuscrito realça de todas as maneiras os ensinamentos de Dom Augustine Baker.
 

Padre Augustine Baker,
Com autorização dos Trustees da Abadia de Ampleforth

Nesta mesma biblioteca se pode encontrar o Catálogo de todos os textos de Augustine Baker, de Cambrai, contendo também Revelação de Amor de Julian de Norwich com o nome de 'The Revelations of Sainte Julian', como um manuscrito que Cambrai possuia mas que não era da antologia de Dom Augustine Baker, e ainda um outro manuscrito, que se perdeu, 'Colections outt of Holy Mo: Juilan' [sic.]. Mais, este preciso manuscrito 'Antologia' que sobreviveu, inclui uma parte escrita pela própria monja anónima, com quase- citações de Revelação de Julian. Este facto é uma afirmação de que a casa de Paris, um século depois da fundação de Cambrai, continuava a preservar, a viver e a celebrar a sua herança contemplativa.
É minha esperança que estas transcrições para a web, devolvam os textos deste importante manuscrito a essas monjas de clausura da Abadia de Stanbrook em Colwich. Ele é uma parte da sua preciosa herança perdida. E, igualmente, partilhá-las não apenas com o claustro, mas também com o mundo. Esse foi um dos principais objectivos para os seus escritos e cópias contemplativos, quando no exílio, o exercício do 'apostolado do escrivão', como contribuição sua para a Missão Inglesa dos monges Beneditinos junto do laicado da sua terra, então perdida. Elas são, também, um exemplo a seguir. Tornemos a re-publicar as suas re-publicações de textos contemplativos e teçamos a partir dos delas, mais destes textos contemplativos onde se 'procura Deus só'.

Postsrcriptum: Os monges Beneditinos de Ampleforth, Inglaterra, e de New Norcia, Austrália do Oeste; e as monjas das Abadias de Stanbrook e Colwich, através da Internet, passaram agora a tomar parte no trabalho de apuramento destes ensaisos para a web sobre o manuscrito da Biblioteca Mazarine, escrito por uma Beneditina de Paris em 1724, fornecendo-me informação e comparando estes textos com os que têm em seu poder.

Laus Deo & Maria, 18 de Janeiro, 2001.
 


2,308 [cancelled]
        1202
2,308 [anulado]
1202
Colections
of spiritual letters, and the booke
Conversio morum
____
1724.
______
Antologia
de cartas espirituais, e o livro
Conversio morum
____
1724
______

Início de Bibliothèque Mazarine 1202
 
 

JESVS, sonne of dauid haue mercie on mee.
GOD be merciful to mee a sinner.
                                Luk. 18. 38. 13.
JESUS, Filho de David, tende piedade 
de mim. DEUS tenha piedade de mim, pecadora.                               Lc, 18.38.13
+
Jesus, Maria, Benedictus,
           Colections
My God aboue all blesings
grant me a true peace in yu,
and above all curses remove
far from me a false peace in
creatures. ~ ~ ~
Happy & most hapy is that
soull, that finds within her a
certain habituall thirst, and
longing desire towards god, if
that she will but prosecute it
by internall, as externall wor-
                    1
 +
             Jesus, Maria, Bento,
                    Antologia
    Meu Deus, acima de todas as graças
    dai-me uma verdadeira paz em vós 
    e acima de todos os males, afastai 
    de mim a falsa paz das 
    criaturas. ~ ~ ~
    Feliz, e felicíssima, a alma 
    que dentro de si encontra
    uma certa sede habitual 
    e um desejo saudoso de Deus, 
    se ela apenas nisso prosseguir,
    por trabalhos interiores quer 
                            1
2.   Colections f.B.

kings, & sufferings, especially
(wch is the proper tendance) wth
the interior workings, aspirings,
& desirings, of the soull, not with-
standing all unaptness, or dificul-
-ties, that she finds in sensualities,
or in corporall nature, or in ill
habits formerly contracted, for
none of these can stay, or hinder
her tendance; they will likelie
cause the tendance to have some more
biterness in it, & will make her
way to be the longer, & hold her
the longer ere she attain to the end
of her desire, but that will not
hinder her hapiness, wch consists
in such tendance, (tho but slow)

2. Antologia f.B.

exteriores e sofrimentos; especialmente 
(o que é a própria tendência)
com trabalhos interiores, aspirações
e desejos da alma, não obstante 
a falta de aptidão ou dificuldades que encontra em sensualidades ou na natureza
corporal, ou em maus hábitos anteriormente contraídos, pois nada disto pode suster ou 
dificultar essa tendência. Certamente serão causa de um pouco mais de amargura nela e
tornarão o caminho mais longo e por mais tempo a impedirão, antes que alcance 
o objectivo do seu desejo. Mas isto não será obstáculo à sua felicidade, que consiste 
na dita inclinação, apenas vai mais devagar,

 
Colections f.B. 3

as she is able to make, & in
having attain'd to this End (be-
-ing union,) when that she hath
atain'd to it, as if she dye in the
way before she haue attain'd to
it, she dies in the ease of much
hapiness. ~
The Soull that is in the way, &
in the tendance toward the divine
union, & before he attain to it
be overtaken by death he shall
not faill of his intention, and de-
sire, for he shall be united to
god in the future life in a much more
happy maner than he could haue
bine in ths life & that in such

 
Antologia f. B. 3

tal como for capaz de fazer.
E, ao ter atingido
o seu Fim (a união), 
quando o atingir,
tivera ela morrido no caminho 
antes de ter alcançado o fim, 
morreria no conforto de 
muita felicidade. ~
A Alma que está a caminho 
e tende para a divina união 
e que antes de a atingir 
seja levada pela morte, 
não terá falhado na sua intensão 
e desejo, porque estará
unida a Deus na vida futura,
de forma muito mais feliz que nesta vida  e isto, na mesma 

 
4 Colec: fa Ba
measure, as was the greatness
of his desire, & industry, to haue
become united to him, in this life.
By our Holly Bulle is ordained
& prescribed, one way, or other
the practis of all mener of ver-
tues, as the practis of none of thm
is to be omitted upon ocasions
hapening for practis. [so far out
of the Book: expr: 12 deg: of Hum:
Neuer is there recolectedness
at Death, but so far as it suc
-ceeds, & coms upon precedent
recolectedness in life. f:b:
according as the abstraction

 


4 Colec: fa Ba

medida em que tiver sido nesta vida, a grandeza do desejo e do trabalho para a Ele se unir.
Prescreve-nos a nossa Holly Bulle Holy Rule, Santa Regra ou Santa Bula?, de uma maneira ou de outra, a prática de todo o tipo de virtudes (??? can you put the text ina some more comprehensible English?)
 
 
 

Se a Morte é acompanhada de recolhimento, é porque durante a vida ele foi praticado.
Da mesma maneira que de tudo se abstrai
 

 

Col: fa. Ba: 5
 
is, soe alsoe will the recolect-
-edness be, f B.
    Book M.
An upright Religious, should
euer haue in his mind, & prac-
tise, tht saying that our H: fath:
taken out of the Gosple, ad
quid venisti? & that is to at-
tend to his own soull, and rej-
ecting all other cares, and do-
ings repugnant or improper,
for a religious, & monastick vo-
cation.
In ths place of solitude, will I
dwell, because I haue chosen it.
In my little nest, I will Dye to the
             Antologia: fa.Ba: 5
 

        assim será o recolhimento. fB.
             Livro M.

Uma Religiosa séria
deverá sempre ter presente 
ao espírito e na prática, 
aquela frase da nossa Santa Fé 
tirada do Evangelho, 
ad quid venisti? (or Ao que Vieste?) E isso 
consiste em prestar atenção à sua própria alma e rejeitar toda outra preocupação 
e actos que repugnem ou sejam impróprios 
a uma vocação religiosa e monástica.
Neste lugar solitário viverei, porque o escolhi. No meu pequeno ninho Morrerei para
 
 6 Colections of B
world, & live to god,
O Great & omnipotent god,
thou who art divine, for love
of me wouldst become human,
O thou thatt canott doe all things
make me to become Diuine, tht
soe I may in some sort, be wor-
-thy to conuerse with thee.
O my spouse, my divine louer,
and my all Dice me Orare,
teach me how I may conuerse
worthily with you.
O Dearest lord I Humbly beg &
conjure you, for the loue you
bear to those soulls wo adore yu
in spirit & verity, to make me
one of that hapy number.
        6 Antologia de B

o mundo e viverei para Deus.
Ó Deus, Grandioso e Omnipotente,
vós que sois divino, por amor
de mim vos tornastes humano,
Ó vós, que tudo podeis, fazei
que me torne Divina, e assim eu possa,
de algum modo, ser digna de
conversar convosco.
Ó meu esposo, meu divino amante, 
e meu (????? what's Dice Orare?),
ensinai-me como posso dignamente
conversar convosco.
Ó Muito Amado Senhor,
Humildemente Vos peço e conjuro, 
pelo amor que tendes 
a essas almas que vos adoram
em espírito e verdade, 
fazei que eu seja uma desse feliz número.

 

 An Epistle of thaulerus, 7
 
Virgins most Dear unto me, in
Christ Jesus, in whom I pray, and
wish unto you, a most inward
love towards him, & that you
would learn briefly to penetr-
ate or pierce thro all things
with a true resignation, and
to perform all your externall
and internall exercises, not out
of a certain dry custom, or out
of proper sense or will, but out
of a true discretion, divine in
-tention, as a humble resignati-
-on. I beseech you (most dear-
ly beloued) for the love of
god, that you be carefull to
      Uma Carta de Tauler, 7
or Uma Carta de thaulreus?
 
Virgens, muito Queridas de mim, em Cristo Jesus, em quem rezo, e 
desejo para vós, 
um muito íntimo amor por Ele 
e que aprendais em pouco tempo 
a penetrar ou a atravessar 
todas as coisas com uma 
verdadeira resignação e a realizar 
todos os vossos exercícios, 
interiores e exteriores, 
não por um hábito sêco, 
nem segundo o sentimento 
e vontade próprias, 
mas numa verdadeira discreção, 
numa divina intenção, 
numa humilde resignação. 
Suplico-vos (muito amadas), 
pelo amor de Deus, que tenhais 
cuidado em
8 Epistle of thau:

remain with your selves, and
to live abstractedly, and that
you subject your selves, not on-
-ly unto god, but alsoe unto all
creatures, in true Obedience
and resignation, humbly & mild-
-ly. have you a watchful care
of your selves & of your heart,
and of the divine Operation
within you. doe ye in all things
that doe occure either interi-
-ourly or exteriourly, wholy re-
-sign your selves unto god, and
with all confidence adher unto
him, tho your nature be trou-
-bled, or even overwhelmed,
 
 

 

8 Carta de Tauler:

permanecer em vós mesmas e 
em viver ausentes do que vos rodeia, 
e que vos sujeiteis não apenas 
a Deus, mas também 
a todas as criaturas, em Obediência verdadeira, em resignação, 
humilde e pacientemente. 
Velai atentamente sobre vós 
e sobre o vosso coração, e sobre as Operações divinas no vosso interior. Submetei-vos a Deus 
inteiramente em todas as coisas 
que vos aconteçam, 
interiores ou exteriores, 
e com toda a confiança aderi a Ele, 
ainda que a vossa natureza seja apoquentada e mesmo oprimida,
 

Epis: of thau: 9

with never so great fears, &
darkneses. but cheifly doe ye
watch & look into your intenti-
-ons, least that any other thing
besides the honour of god, and
his most acceptable will, be-
sought or intended by you. and
then without doubt, the divine
star (the Guide of your journy &
the true light) wch is god, will
arise & spring in your hearts &
will show unto you, where, how,
& in what he would haue from
you; the same he both by your
selves, & by all created things
bring & lead you into himself,
 
 

Epístola de Tauler 9

com medos nunca vistos e 
obscuridades. Mas, acima de tudo, observai e olhai às vossas intenções não seja que alguma 
coisa de outro além da honra
de Deus, e  da sua agradabilíssima vontade, seja procurada ou desejada por vós. E então, sem dúvida alguma, a estrela divina (o Guia da vossa viagem e a luz verdadeira) que é Deus, levantar-se-á e brotará nos vossos corações; e vos mostrará onde, como e o que gostaria de obter de vós; e através de toda a criação trazer-vos-á e conduzir-vos-á a Ele.

10 Epis: of thau:

the latter part of another:
Now therfore my sisters, dear-
ly beloued in christ, doe ye heaue
up all your powers, thro & ouer
all works, & through & ouer-
all accidents, & occurents, and
farther thro & ouer all afflic-
-tions & greifs with a thirsty
& an amourous expectation,
by wch ye may be continually
apt & disposed, to be wrought
in & ledde by god alone, being
abstract, & drawn out of your
selves, and from all created
things, let not (I beseech you)
your desires, either through
 

 

10 Epístola de Tauler

a última parte de outra:
Por isso minhas irmãs, 
muito amadas em Cristo, 
levantai todas as vossas forças, através e acima de todos os trabalhos, através 
e acima de todo o acidental, 
e mais ainda, através e acima de toda a aflição e tristeza, com uma sedenta e amorosa expectativa, pela qual 
possais estar continuamente aptas e dispostas,a serdes forjadas e conduzidas por Deus só. Abstraídas de tudo 
e levadas para fora de vós e de todas as coisas criadas, não permitais 
(rogo-vos) que os vossos desejos,

Epist: of thau: 11

sloathfulness, or thro difficul-
ties, or any desperation, of the
cheif & supream good, be inter-
-rupted or stayed, for the most
liberall god is desirous to imp-
-art himself wholy (And that
most perfectly, and most excel-
-ently) unto you. Ever therfore
doe ye renew your selves, by-
elevation of mind, & desire of
god, and then will god abundant-
ly replenish both your mind, &
your desire, euer with new -
gifts of his grace, for I would
haue you to know dearly beloued
in the unity of our salvation,
 

Epístola de Tauler 11

seja por perguiça ou por 
dificuldades, ou algum desespero, 
sejam separados ou impedidos 
de alcançar o principal e 
sumo bem. Porque o Deus 
cheio de liberalidade, 
quer dar-se por inteiro (e isto, 
do modo mais perfeito e excelente)
a vós. Portanto, renovai-vos 
sempre pela elevação da mente 
e desejo de Deus e então, 
Deus preencherá com abundância 
tanto a mente como o desejo, 
sempre com novos dons da 
sua graça. Porque quero que 
saibais, minhas muito amadas na 
unidade da nossa salvação,

12 Epis: of thau:

that if I and all created things,
could without cesation tell and
make known unto you the nob-
-ility of your soull tht could not
produce or work in you any fruit
that shall be euerlasting, but
wt must work in us, fruits and
eternall saluation, is to be beg'd
and goten of god, by urging desires
& acts produced by your soull, -
And to him that persevers in
amourous desires, that divine
work doth ever present it self
wch it behoveth each one to
suffer in such sort as god shall
require of him. nor can there

 

12 Epístola de Tauler

que se eu e todas as coisas criadas, pudessemos sem cessar dizer-vos e tornar-vos conhecida a nobreza da vossa alma, isso não produziria ou alcançaria 
em vós nenhum fruto que fosse duradouro, 
mas o que deve ser produzido em nós, 
frutos e salvação eterna, é para ser pedido e obtido de Deus, através de pressurosos desejos e actos da nossa alma. 
E àquele que persevera em amorosos desejos, esse trabalho divino sempre se apresenta com aquilo que compete a cada um sofrer do modo que Deus pretender dele. Nem pode
 
 

 

Epis: thau: 13

be any errour (or ilusion) inter-
mingled, or feared to be in such
kind of amorous desires, nor an-
ny thing be denyed them by god.
And from the exercise of these desires
& aspirations, noe age, noe infir-
-mity, noe dulnes, of understand-
ing, doth exempt a man, or doth
disable him, and in very deed our
blesed god for the abundance of
love that is in him, canot but -
impart himself, & I my self doe
crave & beseech of the eternall
verity, that he soe moue and
posess you, with his loue, wher-
by he may soe clearly and plain-
-ly utter, and pronounce within
 

Epístola Tauler: 13

haver nenhum erro (ou ilusão) 
misturado, ou medo de se 
encontrar em tal tipo de 
desejo amoroso, nem nada 
lhes é negado por Deus. 
E, do exercício de tais desejos 
e aspirações, nem idade, 
nem doença, nem dificuldade de entendimento, pode dispensar 
uma pessoa ou torná-la 
incapaz. E, sem sombra de 
dúvida, o nosso abençoado 
Deus, pela abundância de amor 
que nele está, não pode deixar 
de se dar a si mesmo; e eu 
próprio assim o desejo e rogo 
à eterna verdade, que de tal 
modo vos mova e possua 
com o seu amor, que da forma 
mais clara e directa ele possa 
dizer e pronunciar em vós

14 Epis: thau:

you his eternall Word, that
ye may not have need of the
words, (or instructions,) of any
creature fare ye well, Ever, &
pray.
the Book Conversio morum,
It is internity, or recolected-
-nes of life that alone can
give grace & light, for bearing
and digesting of crosses, and
adversities, that occur in mans
life in right & profitable maner
both interiourly, & exteriourly,
for wt undergoing of such adver-
-sities, in right manner will you
have where there is nothing, but
obscurity, & confusion, in the soull

 

14 Epístola: Tauler

a sua eterna Palavra, para que 
não tenhais necessidade das palavras (ou instruções) de qualquer
criatura. Adeus. Sempre e rezai.

Do Livro Conversio morum.
or o Livro da Conversão dos costumes?

É a interioridade ou recolhimento de vida que apenas pode dar graça e luz, para levar e aceitar as cruzes e adversidades que acorrem na vida humana de forma justa e proveitosa, tanto interior como exteriormente. 
Pois que forma justa de suportar tais adeversidades tendes, quando não há senão obscuridade e confusão na alma 

Conversio Morum 15

as to wt is supernaturall, wth-
corrupt intention and self seek-
-ing, in all maters, as is the con-
-dition, of an extroverted liver
and wt extream uncleaness or
rust in soull, doe those men
cary wth them, when they depart
out of ths life, what confidence
in god, or of their own saluation
can they have, how far from
them is the testimony of a clean
conscience nesesary in such a case,
on the contrary wt unreadiness
& unwilingness to dye. what -
horour of the instant judgment
of the omniscious god, against
whoom they have variously &
 

Conversio Morum 15

quanto ao que é sobrenatural?
Com intenção corrupta e 
busca de si mesmos em todas 
as coisas, como é o caso dos 
que vivem virados para o exterior,
que alma a dessas pessoas 
com tão grande impureza e 
debilidade que transportam, 
quando partem desta vida? 
Que confiança em Deus ou 
na sua própria salvação 
podem ter, quando tão longe 
delas está o testemunho duma
consciência limpa, necessária 
nestas circunstâncias?
Pelo contrário, que falta de 
preparação e aversão à morte. 
Que horror ao imediato 
julgamento de Deus omnisciente, 
contra quem de muitos modos

16 Conversio Morum

infinitly trangresed without
having done any satisfaction
for the same, tht may be accep-
-table, have trully intended his
love, service, & worship in noth-
-ing at all. albeit they were
persons that bare the amplest
tonsure, & all other externe
tokens, answerable to the proffes-
-ion they had made of becoming
& remaining holly, both in soull,
and body consecrated, to the sin-
cere, & faithfull service of god,
have cheifly sought after their
own honour, as the loves, & favours
of men, with their other private
 

 

16 Conversio Morum

cometeram infinitas transgressões
sem nunca terem feito alguma 
penitência por elas que fosse 
aceitável. Tiveram verdadeiramente 
em nada o seu amor, 
serviço e culto, apesar de 
serem pessoas que usam 
a mais ampla tonsura e todos 
os outros sinais externos 
correspondentes à promessa que 
fizeram de se tornarem 
e permanecerem santos, tanto 
de alma como de corpo. Consagrados 
ao sincero e fiel serviço de Deus, 
andaram acima de tudo, em tudo 
e durante toda a vida,  à procura 
da sua própria honra, dos afectos 
e favores humanos e de 
outros objectivos pessoais.
 
 

 

Conversio Morum 17

ends in all things thro out the
whole course of their life, and
besides likely have sought after
curiosities & novelties, neglec-
ting the knowing & looking af-
-ter, of the Unicum necessari-
`um, wheras god out his speciall
grace, had called them to another
(being in itself most happy)-
course of life, for his own honour
& their souls perfection, & hapin-
ess, & being in such estate, had
provided for them, all that pert-
ain'd to their corporall nesesities
or otherwise might be needfull
or of use for their soulls good, and
that in a place, (being a Cloyster)
 

Conversio Morum 17

E, além disso, de igual modo 
andaram atrás de curiosodades 
e novidades, negligentes no 
conhecimento e na procura do 
Unicum necessarium. 
or Único necessário?
Enquanto Deus, por graça 
especial sua, os tinha chamado a
outro (sendo esse o mais feliz) 
percurso de vida, para Sua honra e perfeição  e felicidade de 
suas almas; e, estando em tais 
condições, tinha providenciado 
a tudo quanto diz respeito às suas necessidades corporais ou, 
de qualquer modo, coisas 
necessárias e úteis para bem 
das suas almas; e, ainda, o 
fizessem num lugar, (tratando-se 
de um Claustro)

18 Conversio Morum

wch he likewise had provided
for thm most apt for receaving
the dailly influxes of divine gr-
-ace, if tht they would but hve
made right use of the place,
besides wt natural tallents of
wit, learning, and other abilities
or gifts he had bestow'd upon thm
towards the more securing of
their soulls, & all these favours
of his to be perverted in use by
them, as aplied to contrary purposes, what
a dispairing state of conscience
is it like to cause? Gods farther
grace enable us to prevent these
miseries, by undertaking such -

 

18 Conversio Morum

que de igual modo lhes deu, 
muito adequado para receberem 
os influxos diários da graça divina,
- acaso tivessem utilizado 
bem o lugar -, além de outros 
talentos de inteligência, saber e outras capacidades que lhes concedeu 
em ordem à melhor segurança das suas almas. E todos estes seus favores 
para serem pervertidos no uso 
que lhes deram, aplicados em 
propósitos opostos! Que estado 
desesperado de consciência isto não causará? Que uma maior graça de 
Deus nos dê capacidade de prevenir 
estas misérias, tomando nós o caminho
 

 

Conversio Morum 19

course as pertains to us, to
doe, and to wch god has called, &
dailly invites us, or is ready to
invite us, more manifestly, if
that we would but doe our parts
towards it, whereby we might be
able to doe therin, that which
our holly father calls upon us to
doe, by those words of his, let us
therfore at length, the scripture
exciting us & saying, it is now
the hour to rise from sleep and
our eyes being opened to the dei-
-fying light, let us with astonish'd
ears hear, wt the divine voyce
daily crying out, admonishes us
 

Conversio Morum 19

que nos compete fazer e ao qual 
Deus nos chamou e todos 
os dias nos convida - ou está 
pronto a convidar-nos mais 
explicitamente -, assim fizessemos 
nós senão o que é da nossa parte 
em direcção a ele. Assim, 
podíamos realizar aquilo que 
o nosso Santo Pai nos chama 
a fazer por estas suas palavras, 
vamos, portanto, sempre. 
(I don't catch the context of 'therfore at lenght')
A escritura nos incita e diz: 
é a hora de acordar do sono 
e de abrir os olhos à luz 
deificante. De ouvidos surpresos, 
escutemos o que a divina voz 
diariamente clama, 
advertindo-nos

20 Conversio Morum

saying, this day if you shall
hear his voice, harden not
your hearts, run whilst you
have the light of life, least the
darkness of death surprise you.
whilst there is leasure, and oper-
-tunity, by the way of ths light, to
fulfill all these things, we must
now run, & perform wt may pro-
-fit us for ever, and indeed an
extroverted liver tho religious-
-ly proffesed, is not as yet conver-
-ted, but needs between him, and
god, a new conversion, & soe those
words of our Holly father, in his
prologue doe properly concern
 

 

20 Conversio Morum

dizendo: neste dia, 
se ouvirdes a voz do Senhor, 
não endureçais os vossos corações, 
correi enquanto tendes a luz da vida, 
para que as trevas da morte não vos surpreendam. Enquanto há vagar e oportunidade, por meio desta luz, 
de cumprir todas estas coisas, 
temos que correr agora e realizar 
o que nos pode ser proveitoso 
para sempre. E, de facto, 
alguém que vive virado 
para o exterior, embora 
religioso professo, ainda não 
se converteu, mas precisa 
que entre ele e Deus, aconteça 
uma nova conversão.
E é assim que estas palavras do 
nosso Santo Pai, neste prólogo, 
lhe dizem, com propriedade, 
respeito a ele

 

Conversio Morum 21

him & his case. & those men
of the greater naturall tallents
if they should neglect such seri-
-ous councell, & exhortation of
our holly father, may greatly fear
their case to be that wch Saint
paull expresses in these words,
they were inexcusable, bec-
ause when they did know
god they did not as they shud
doe glorify god. but cheifly
sought after their own glory, and
private self end.
       B. Ang: Ful:
On a certain time, while I
pray'd in my Cell, these words
                 2

Conversio Morum 21

e ao seu caso. E aqueles homens 
de grande talento natural, se negligenciarem este sério 
conselho e exortação do 
nosso Santo Pai, podem recear 
muitíssimo que o seu caso seja 
aquele que S. Paulo exprime nestas palavras, eles não têm 
desculpa, porque 
quando conheceram Deus, 
não fizeram o que deviam 
para glroficarem Deus, 
mas, sobretudo, andaram 
em busca da sua própria glória e
dos seus objectivos pessoais.
      Beata Angela de Foligno
or B. Ang: Fol:
Uma certa vez, enquanto rezava 
na minha Cela, estas palavras
                   2
 

22   B. Ang: Fulg:

were say'd unto me, interiourly
by god, all they wc are taught by
god, and are iluminated, to know
& understand the way of God, and
against this light and teaching
(wch is in spirit proposed unto thm
by god doe shutt their ears that
[margin: they may not hear and]
their eyes, that they may not see
nor will atend nor harken to tht
wch Christ, doe speak unto them
in their soull, but become alto
-gether darkned and doe folow
other doctrins, then such as they
have or may have from God, and
will hold the comon way of living,
against consience, they have
a curse from Alm: God.

22 B. Ang: Fulg:

foram-me ditas interiormente 
por Deus: todos os que são 
ensinados por Deus 
e são iluminados para conhecerem 
e entenderem o caminho de Deus, 
e contra esta luz e ensinamento (que em espírito lhes é proposto por Deus) 
fecham os ouvidos [à margem: de modo a não ouvir], os  olhos, de modo a não ver, nem querem atender nem escutar 
o que Cristo diz à sua alma, mas ficam, deste modo, entenebrados
e seguem outras doutrinas diferentes daquelas que têm ou podem ter 
de Deus, e tomam o estilo da 
vida corrente, contra a sua consciência, 
têm a condenção de
Deus Todo Poderoso.

[Pages 23-293 give materials in English from Fenelon, Bishop of Cambray]
[As páginas 23-293 apresentam escritos em Inglês, de Fènelon, Bispo de Cambrai]


GO TO FENELON, SPIRITUAL LETTERS, ANTOLOGIA, II

GO TO COLECTIONS/ ANTOLOGIA, III

GO TO DAME CATHERINE GASCOIGNE'S DEFENSE OF FATHER AUGUSTINE BAKER'S WAY OF PRAYER, ANTOLOGIA, IV



 

Return to the Cloister Website

Go to its Scriptorium Website

Go to its Library Website

Go to the St Birgitta of Sweden Website

Go to the Julian of Norwich Website

Go to the Mirror of Saints Website

Go to the Bible and Women Website

Go to the Oliveleaf Website

Go to the Anglo-Italian Website

Go to the Godfriends' Websites Index

'Whole Earth Catalogue' (Handcrafts, Books)

Book Reviews Submissions Encouraged

Bibliography Submissions Encouraged
 
 

Return to Umilta.Net Index Page (http://www.umilta.net)
Go to Florin.Ms Index Page (http://www.florin.ms)
Book and CD Sales Catalogue (http://www.umilta.net/portfolio.html)
Contact Julia Bolton Holloway

Latest Book:

Beata Umilta: Sguardo sulla Santa Umiltà: Contemplating on Holy Humility. In Italian and English. Julia Bolton Holloway. Trans. Fabrizio Vanni. Florence: Editoriale gli Arcipressi, 2004. Colour Plates of Pietro Lorenzetti's Altarpiece Panels. Pp. 32. Purchase from Julia Bolton Holloway. 10 euro/$10.

 


Julian of Norwich, Showing of Love, translation in paperback (ISBN: 0-8146-5169-0), xxxiv+ 133 pp, three colour printing, 2003. Order, in America, The Liturgical Press, St John's Abbey, $19.95; in England, etc., Darton, Longman and Todd, available at bookshops, £9.95.

To see inside this book, where God's words are in red, Julian's in black, her editor's in grey, click here.
 


Julian of Norwich, Showing of Love , definitive edition and translation, Firenze: SISMEL, 2001, available from SISMEL or from Julia Bolton Holloway.

To see an example of a page inside with parallel text in Middle English and Modern English, variants and explanatory notes, click here.


 

To order Julian of Norwich, Showing of Love: Extant Texts and Translation, ed. Sister Anna Maria Reynolds, C.P. and Julia Bolton Holloway (ISBN  88-8450-095-8), 848 pages, 18 full colour plates of the manuscripts, from University of Florence, SISMEL Edizioni del Galluzzo, 2001, 191 euro, e-mail
order@sismel.itaor Julia Bolton Holloway
 

Julian of Norwich, Showing of Love, Westminster Text, translated into Modern English, set in William Morris typefont, hand bound with marbled paper end papers within vellum covers, in limited, signed edition. A similar version available in Italian translation. Can be accompanied by CD of a reading of the text. To order, click here.

To view sample copies, actual size, click here.


 

Saint Bride and Her Book: Birgitta of Sweden's Revelations. Translated from Latin and Middle English with Introduction, Notes and Interpretative Essay . Library of Medieval Women. Series Editor, Jane Chance. Boydell and Brewer , 2000. Revised, republished, third edition. xvi + 151 pp. ISBN 0-85991-589-1

Two books on Dante Alighieri:

The Pilgrim and the Book: A Study of Dante, Langland and Chaucer (ISBN0-8204-2090-5); illustrated, indexed, third edition, available from Julia Bolton Holloway, Julia Bolton Holloway. $25, 25 euro.

Twice-Told Tales: Brunetto Latino and Dante Alighieri (ISBN 0-8204-1954-0), illustrated, indexed, available from Julia Bolton Holloway, Julia Bolton Holloway. $25, 25 euro.


 

Julian Library CD, 1996/2003, available for general readers, contemplatives, scholars, and libraries for off-line reading, computer browsing (includes Umilta Website);

Julian Library Portfolio, booklets of essays in a hand-bound portfolio, either in Florentine printed paper, or our marbled paper, as shown below;

The City and the Book I, II, III, Florence, International Congresses, Proceedings, CD;

English Cemetery, Florence, CD;


 

Latest CD:

Florence in Sepia
 
 

FIRENZE/ FLORENCE
 
 


 
 

IN SEPIA



Concentrating on Italy's Florence, this CD contains e-books, such as Augustus J.C. Hare's Florence, Susan and Joanna Horner's Walks in Florence, an album of nineteenth-century photographs of Italy purchased by the Mother Foundress of the Community of the Holy Family, illustrative materials on Elizabeth Barrett Browning, etc. It is a useful guide for scholars of medieval, Renaissance and Victorian Florence and Italy and for tourists to modern Florence and Italy.
 

© Julia Bolton Holloway , Biblioteca e Bottega Fioretta Mazzei, 2008.
 

To order rocking cradles, hand-wrought-iron lilied-cross shelf joins, marbled paper, etc., from Julia Bolton Holloway, illustrated and described in How to build cradles and libraries, and handmade colourful rosaries from Nairobi, Africa, described in Portfolio.
 

Biblioteca e Bottega Fioretta Mazzei Marbled Papers

Donations for above CDs and Portfolios benefit the Biblioteca e Bottega Fioretta Mazzei (of which you become a member through the gift to the library of a book), and the historic "English Cemetery ", Piazzale Donatello 38, I-50132 Florence, Italy


Cloister Website